Paris Fashion Week S/S 2012 – Masculino

Dior Homme

Unindo a tradicional sofisticação da Dior com os traços minimalistas das roupas usadas pelos Samurais, o estilista Belga Kris Van Assche – diretor criativo da Dior Homme – apresentou uma belíssima coleção para a primavera verão 2012.

A alfaiataria clássica ganha ar despojado e descontraído com os recortes e desconstruções aplicadas em algumas peças. Ganhou destaque as peças de silhuetas amplas com modelagens e elementos retirados dos uniformes de Samurais como as camisas sem manga, gola V e faixas na cintura.

Em resumo, com uma coleção completamente simples e austera o estilista Kris Van Assche atingiu um resultado final extremamente sofisticado e poderoso.

John Galliano

Esta foi a primeira coleção da grife sem a assinatura do gênio estilista John  Galliano que tem como sucessor o estilista Bill Gaytten. Para a coleção verão 2012 Bill teve como referência a Londres dos anos sessenta, apresentada de forma literal logo no primeiro look do desfile reproduzindo o clássico uniforme da Guarda Nacional Britânica.

A Pop Art dos artistas David Hockney e Peter Blake foi outra referência usada pelo estilista para desenvolver as estampas com pegada mais artística. O mood geek e militar também permeou a coleção com ternos, calças, bermudas, suéteres e casaquetos de cores alegres como o azul, verde, rosa e amarelo.

 No fim do desfile a passarela foi invadida por looks mais sóbrios de shapes ajustados ao corpo conferindo um ar sexy, com muitos acessórios e elementos. É possível visualizar o próprio John Galliano em alguns looks.

Louis Vuitton

 O estilista que substitui Marc Jacobs,  Kim Jones inspirou-se na vida do fotógrafo Peter Beard  consagrado na década de 60-70 por dedicar boa parte de sua vida e trabalho à África.

 No seu desfile de estréia, Jones trouxe um safári-chic para a passarela em looks que remetem a roupas de guardas-florestais.

Na contramão foram apresentadas também peças com uma pegada mais esportiva, como os shorts de comprimento míni, trench coats, e suéteres. Destaque para as jaquetas “Windbreakers” – tipo específico de jaqueta que impede a passagem do vento – e as “Versaty” – modelo colegial muito usado pelos estudantes americanos da elite.

Kenzo

 O estilista Antonio Marras trouxe muita cor e inúmeras flores para o verão 2012 da grife Kenzo.

 Os ternos estavam presentes em praticamente todos os looks, coordenados com calças – quase sempre com a barra dobrada – e bermudas.

 Eu notei certa semelhança nesta coleção com a que foi apresentada pela D&G na semana de Moda de Milão há algumas semanas atrás, nas estampas de camisas, calças e bermudas que lembram desenhos dos clássicos lenços de seda, será tendência ou apenas uma coincidência-fashion?

Milão Fashion Week S/S 2012 – Masculino

Alexander McQueen:

Usando o rock como referência a estilista Sarah Burton batizou a coleção Primavera/Verão 2012 de “English Rock”. Nos looks apresentados no desfile – alguns mais sofisticados, outros mais casuais – foi muito explorado o uso de padronagens e estampas com um tóque “mod”.

O desfile nos faz lembrar das roupas usadas pelos roqueiros da década de 60.

Bottega Veneta:

A tradicional grife Bottega Veneta investiu forte em alfaiataria e padronagens como xadrez e listras. Quanto a modelagem a silhueta é mais ajustada ao corpo com ternos acinturados que me agradam muito. Refrescando um pouco a coleção que teve como cores predominantes o Cinza, o Bege e o Marrom, Tomas Maier “respingou” um pouco de Azul, Roxo, Verde e Laranja para dar mais ‘humor” a algumas peças.

Quanto aos acessórios a coleção conta com bolsas, carteiras e óculos arredondados com ar seventies.

D&G:

Por incrível que pareça eu nunca fui muito fã de roupa Jeans, porém a coleção Verão 2012/2013 da D&G me fez rever alguns conceitos… O grande destaque desta coleção foi o inusitado uso de jeans em conjunto com seda para desenvolver calças, bermudas, camisas e camisetas.

Nós ainda não sabemos ao certo o motivo, mas infelizmente este foi o último desfile da D&G que a partir da próxima coleção passa a ser incorporada a Dolce & Gabbana. #todaschóra

Dolce & Gabbana:

Tendo como tema “Redes Sociais” a Dolce & Gabbana apresentou uma coleção que mescla – como a maioria das outras grifes – looks sofisticados e outros casuais. Na ala sofisticada temos calças amplas com pregas e encurtadas pelas barras dobradas, ternos e blazers de modelagem sequinha, revelando uma alfaiataria mais leve e descontraída. Já no time casual temos muitos macacões, bolsos utilitários, shorts, muita transparência e principalmente a aplicação de tramas em forma de redes e telas.

As redes e telas transparentes aplicadas nas calças, shorts, camisas, etc. foi o grande destaque da coleção.

Osklen – Inverno 2011 (SPFW)

O incêndio que acabou com parte da fábrica e do acervo (construído durante dez anos) da Osklen no início do ano passado deu origem a coleção inverno 2011. Entitulada “Fênix”, a coleção é constituída por peças sofisticadas de formas amplas, dando a sensação de conforto, e o  cashmere (principal material desta coleção) é inusitamente usado com couro, num interessante jogo de style. Ponto para a Osklen.

Fotos: Reprodução

Juliana Jabour – Inverno 2011 (SPFW)

O Inverno 2011 de Juliana Jabour (que teve sua estréia no SPFW nesta temporada) apresenta uma nova fase da estilista. Com referências grunge e sensualidade de sobra, Juliana apresenta uma coleção mais madura em que ela deixa para trás as cores pastéis, a temática romântica e infantil, para dar lugar as animal prints, saias compridas usadas com camisas e T-shirts, tafetá e belíssimos tricôs.  

 

 

 

 

Fotos: Reprodução

Samuel Cirnansck – Inverno 2011 (SPFW)

O desfile começou com um vídeo que mostrava uma garota perdida à noite em uma floresta desconhecida. Samuel fez um pequeno “release” sobre a coleção Inverno 2011: “É uma mulher urbana. Quebra o carro, ela fica perdida na floresta e é sucumbida pela mata…” e continua:  “A ideia é refletir o que está acontecendo no planeta hoje. A floresta está reivindicando seu espaço”.

A  natureza é a grande inspiração desta coleção, isto fica muito claro nas bolsas e vestidos (como o que aparece acima) ornamentados com cipó de vime

Imagens: Reprodução